segunda-feira, 12 de julho de 2010

Aniversário de Casamento


Faz hoje 7 anos que juntei os trapos com a minha querida esposa. É verdade!! 7 anos. Não parece que foi ontem, pois entretanto já tivemos grande acontecimentos na nossa vida, como foi o caso do nosso lindo fruto Guilherme, mas também não parece que tenham passado 7 anos, parece mais 3, 4 vá lá.

Durante estes 7 anos tivemos bons e maus momentos, mais bons que maus (convém). Já passamos por algumas crises como todos os casais, também se não fossem essas crises, um dia que viesse uma crise a sério explodíamos os dois, e queria ver como era.....

Durante todas essas crises, posso afirmar que 95% delas foram causadas por mim, quem me conhece bem sabe disso, tenho um feitio muito esquisito, chateio-me com pouca coisa, enfim. No entanto, a minha querida Maria, além de ser muuuuuuuuuito paciente, tem me ajudado a melhorar esse feitio, via tratamento "choque", no meu caso tem de ser mesmo..... mas ainda tenho muitos pontos por melhorar.

Por esse motivo, quero aqui agradecer à minha fofa, a sua grande dedicação ao nosso casamento, só uma mulher forte, carinhosa e paciente como ela é que seria capaz de me aguentar estes 7 anos.

Bom, agora deixando de lado o meu mau feitio, e mudando ligeiramente de assunto, vou então relembrar um cheirinho do nosso dia de casamento. Aconteceu à 7 anos, estava nervoso como tudo, muito ansioso com a chegada da noiva. Quando chegou, finalmente descansei. Estava linda!
Após cerimónia, lá fomos nós direitos à quinta onde celebramos com toda a nossa família e amigos.
Foi uma tarde espectacular, valeu mesmo a pena. Foi muito bom termos todos de quem gostamos a festejar connosco uma coisa que para nós era muito importante.

Em modo de surpresa para a minha Maria, aqui vai o vídeo com o resumo do nosso casamento:

video

Se alguém que apareceu neste vídeo, não quiser estar exposto, que me avise que eu retirarei de imediato, mas espero que ninguém o faça.

Obrigado, um bem haja a todos.

Para a Raquel:
Amor, foi um casamento espectacular,
se agora pudesse voltar atrás,
pedia-te em casamento mais cedo,
pois sei agora que não consigo viver sem ti.
Não tenho muito jeito para estas coisas,
mas sabes que te amo muito, mais do que alguma vez o amei,
não consigo quantificar o amor que sinto por ti, talvez compara-lo,
posso dizer que o amor que sinto por ti está espelhado no sorriso do nosso filho,
a felicidade dele é tudo aquilo que sinto por ti.

Obrigado por existires para mim,
obrigado por me aturares,
mas acima de tudo,
obrigado por me amares!