sábado, 24 de novembro de 2012

Actualizações parte III

Ainda sobre mim, mas profissionalmente. A empresa onde estou agora, parece-me que se vai tornar numa estadia prolongada. Gosto da cultura da mesma (uma cultura Canadiana), com exigências que fazem todo o sentido, sem fugas a impostos, e que nos dá as formações que necessitamos quando necessitamos. Mesmo na semana passada tive uma formação em Outsystems que adorei, aprendi muita coisa e tirei muitas dúvidas que tinha no meu dia a dia no trabalho. Em Dezembro tenho outra para renovar a minha certificação.
No início deste mês, conheci o patrão da empresa e o fundador da mesma. E nunca tinha estado numa conferência com tanto colega junto. Estávamos ali quase 800 colegas e ainda havia um outro grupo no Porto. Os patrões não estavam pessoalmente porque isto foi uma conferência para o mundo (somos mais de 70000 colegas internacionalmente). Gostei da experiência.

Outras coisas, acho que vou deixar de fazer a rubrica dos filmes, isto porque a minha source teve de suspender a disponibilização dos filmes (acho que têm um processo em cima por causa de umas videotecas, enfim). Pelo menos temporariamente.

Tenho um blog novo. Chama-se Restaurantes Farta Brutos, e tem precisamente o objectivo de registar todos os restaurantes do género Farta-Brutos, ou seja, comer até rebentar, até não querer mais, com preço fixo (na comida pelo menos) logo à partida. Se comer meia perna de frango ou comer um aviário paga exactamente o mesmo. Ainda só tenho um restaurante desses por lá, apesar de conhecer uns poucos, mas só vou registando à medida que vá lá dar uma visita. Deve ficar em média, um post por mês, porque não pode ser todos os dias.

E lá está, eu sei que tenho mais coisas para dizer, mas estou a começar a esquecer-me. Enfim, terá de ficar para uma outra altura. Para já é o que tenho para dizer.

Actualizações parte II

Ora continuando,

a minha querida esposa continua de licença até ao final de Janeiro. Depois lá terá de voltar ao trabalho (se eu não ganhar o euromilhões entretanto), mas pronto. Tem estado bem, quem olha para ela não diz que há 3 meses atrás estava com uma barriga enorme.
Agora anda com umas ideias de fazer uns fritos de natal e vende-los aos pais para a loja deles e para os seus clientes. Parece-me bem, uma vez que está em casa, aproveita para fazer uns trocos a mais, que até calham bem porque tivemos alguns imprevistos nos últimos dias.

A minha sobrinha já nasceu. Mais uma vez parabéns aos pais. A menina nasceu prematura com 8 meses,sem chegar aos 2 kgs e neste momento ainda está na maternidade numa incubadora. Mas segundo os médicos, está bem de saúde, só precisa mesmo de engordar mais um pouco para sair com segurança para o nosso mundo.

Agora sobre mim, bom pessoalmente estou na mesma, ou melhor (se calhar é pior) estou mais velho, mais careca, mais barrigudo, mais chato, um autentico cota. Tenho dito à minha Raquel que precisamos convidar mais amigos a vir cá a casa para uns almoços ou jantares, uma vez que com o Rodrigo ainda não podemos estar com saídas à noite. E é disso que sinto muita falta. Saídas à noite. Tenho saudades de curtir um bom som numa discoteca (agora o melhor som que oiço é no ginásio na aula de RPM), de beber uns copos num bar em conversa com os amigos, enfim, tenho saudades da noite.

Continua num próximo capítulo...

Actualizações

Já faz um belo tempo que não vinha cá actualizar o meu status. Tem sido tanta coisa que me tem impedido... Primeiro, quando tenho vontade de vir cá escrever, estou demasiado ocupado com o trabalho, ou não estou com acesso ao meu laptop. Quando de facto tenho tempo (normalmente estou em casa sentado no sofá) dá-me uma preguiça enorme de ligar o laptop e nem sequer tenho vontade de escrever nada.

Inclusive esta semana tive de licença de paternidade e só hoje é que finalmente lá venho actualizar a minha vida neste blog. Tenho tanta coisa que informar que com certeza me vou esquecer de muitas, mas estava aqui a pensar, e vou começar pelas coisas mais importantes da minha vida.

Os meus filhotes:
- O Guilherme continua a crescer, a aprender coisas novas na sua escola nova. Gosta muito desta escola, tem um pouco de preguiça para se levantar, mas quem é que não tem? No entanto, assim que chega perto da escola vai todo contente ter com os seus amigos. Continua um reguila de primeira, há coisas que ainda não o conseguimos disciplinar, mas com o tempo chegará lá, com o feitio que ele tem será devagarinho, mas chegará. Quanto ao problema na cabeça vamos deixando que o tempo passe até Dezembro. Lá para meados desse mês teremos de fazer uma nova ressonância magnética para ver o desenvolvimento do quisto. Sobre esta situação, já só vou voltar a falar disto depois do médico falar novamente connosco.

- O Rodrigo, o meu bebezão (é engraçado, quando estava na barriga da mãe, os médicos diziam que era pequenino, e por isso eu dizia que o Guilherme tinha sido o meu bebezão, e o Rodrigo seria o meu bebezinho, mas assim que veio cá para fora começou a crescer a olhos vistos), continua também a desenvolver-se tal como o mano. Com quase 3 meses também já refila porque quer colo em pé. Felizmente já começa a dormir noites inteiras há umas semanas e isso tem ajudado principalmente a mãe a descansar. É um menino sempre bem disposto e adora rir-se para mim.

Vou continuar com as actualizações noutro post.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Filmes que vejo #78 - 83#

Novo grupo:

LoL que fartote! Porreiro! Eh! Vê-se, mas no inicio tens de conseguir não adormecer.
Olha! Mortos Vivos no tempo dos Cowboys O gajo é mesmo um Bad Ass Série B Chinês??

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Filmes que vejo #72 - #77

Mais um conjunto de filmes que vi recentemente:

Outro de Guerra Epá putos, exagero, lol sem palavras, lol
lololol, mas é fixe, vejam Bah, consegui não adormecer no comboio Muito Bom!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Feliz aniversário Filhote


O meu mais velho fez 4 anitos a 4 de Outubro. Sim, casou os anos. Tirei esse dia de férias para poder estar um pouco mais com ele, apesar de que ele acabou por ir para a escola de manhã, para soprar o bolo com os seus novos amigos.

Fomos busca-lo pelas 15 horas para ainda ir à antiga escola onde estão os seus "velhos" amigos (que ainda fala muito deles) para os visitar e estar um pouco com eles. Foi uma alegria ve-lo entrar na sala, e todos, sem excepção saíram das suas cadeiras para ir ter com ele dar-lhe beijos e abraços. Estavam todos cheios de saudades dele.
Nesse curtíssimo espaço de tempo, deu para perceber que ele adora os amigos e, apesar de, de vez em quando ter aparecido com uma dentada ou arranhão de algum colega, eram momentos espontâneos e que lhe passavam no dia seguinte.

Depois dessa visita de médico, foi connosco para casa, e acabou por ir para casa dos avós para que nós pais fizéssemos os preparativos da festa de anos dele no dia seguinte.

Ainda acabei por leva-lo no final do dia à natação, onde vi que é o aluno mais avançado actualmente. Sabe fazer mais que os outros, só não sei é se a professora acaba por separar os alunos por grupos, uma vez que estão lá crianças dos 4 aos 6 anos na mesma aula.

No dia seguinte, lá fizemos a festa de aniversário dele, onde inicialmente tínhamos planeado convidar apenas os amigos dele. Só mesmo à última da hora, acabámos por decidir que, vá, a família que estivesse próxima do local poderia aparecer também para o ver soprar o bolo. Última da hora, entenda-se para o tio do lado na véspera quase à noite, e o tio que está mais à frente da rua, no próprio dia porque pensava até que estava pela santa terrinha e por isso não poderia vir. Inclusive só esclareci essa questão à hora de almoço com o meu pai por telefone.
Entretanto também nos lembramos que alguns pais dos amigos dele pudessem também ficar, e pronto, foi assim.

A festinha, resumindo e baralhando, foi muito gira. Ele adorou ter os amigos que escolheu para convidar. Alguns até foi ele que convidou directamente e eles é que falaram com os pais, foi muito giro.

No dia seguinte, já queria outra igual, para ele era todos os dias. É sinal de que gostou mesmo desse dia.

O resultado deste fim de semana para mim é que não foi dos melhores, uma gripe por causa da natação (molhei as minhas calças enquanto lhe dei banho, e depois vim para a rua...), e uma queimadela no dedo polegar com os grelhados (a luva estava rota nesse dedo, não vi e agarrei como se nada fosse, até ficou lá a pele.), mas.....valeu a pena apesar das dores.

Guilherme, apesar de já de ter desejado um feliz aniversário, de já te ter dados os parabéns. ficam aqui guardados estes momentos para mais tarde recordarmos os dois. Beijocas fofas do pai que te ama muito.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Filmes que vejo #66 - #71

Ora viva, mais um conjunto de filmes à maneira:

Tá porreirito! Triste, mas bom! Chocante!
Muito Bom! Epá, estúpido! Típico dele!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Então não é que me esqueci


...do aniversário do meu afilhado? Que padrinho mais desnaturado! Na semana passada, no último dia de férias/licença tivemos uma notícia muito desagradável e chocante, o que nos tem deixado muito stressados com a vida e não conseguimos pensar em mais nada. Ainda não quero adiantar muito mais sobre este assunto, porque ainda me custa, mas lá chegarei.
Eu penso que tenha sido este o motivo de não nos lembrarmos do aniversário do A que aconteceu dia 17 deste mês. Foi mesmo sem querer, como os pais sabem o que se passa connosco, acredito que compreendem este esquecimento.

No entanto, tenho de deixar aqui um grande beijinho ao pequeno, que quando um dia possa vir a ler este blog/post, possa saber que nós gostamos muito muito dele e que me lembrei (atrasado) de lhe deixar aqui os parabéns. Muitos parabéns A! Que eu te consiga ver crescer nos próximos 50 anos, e que os 50 anos seguintes, se eu já não tiver por cá, que os meus filhos e netos te acompanhem na tua caminhada da vida.

Beijocas fofas, e mais uma vez discurpa (desculpa) lá o esquecimento.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

E sorriu ao 15º dia

É isso mesmo!

O Rodrigo com 15 dias de vida começou a sorrir. Ora sorri a dormir, ora acordado. Fica lindo o meu bebé.

E por agora é só para ficar com esta recordação, entretanto andam aqui umas coisas a remoer-nos a cabeça novamente....

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

A primeira manha do Rodrigo

Pois é,

este rapaz só com alguns dias de vida já mostrou a sua primeira manha. Foi esta noite pelas 4 da matina, quando começou com uns mini-mini-choros como se tivesse a refilar. A mãe deu-lhe mama, deitou-o novamente, desligou-se a luz, e ao fim de 2 minutos começa com isso novamente.

Não era irritante porque não era choro, era um queixar, simplesmente não deixava dormir. Teve assim uma meia hora, até que desistimos, voltamos a acender a luz e lá estava ele de olhos bem abertos.

Resultado, não tinha sono e queria ver as coisas. 15 minutos depois de bem acachuchado no meio dos pais, voltou a adormecer e lá foi para a sua caminha.

Esta foi a primeira manha dele.

E já nasceu!

Já nasceu o meu Rodrigo!

Nasceu dia 27 de Agosto e com isso presenteou a mãe no seu dia de aniversário, isso mesmo, nasceu no dia de aniversário da mãe. Não foi de propósito, ele estava marcado para nascer com parto forçado no dia 7 de Setembro caso não quisesse nascer antes, coisa que felizmente não houve necessidade.

Foi um parto normal, nasceu com 2,954 Kgs, 47,5 cm de altura às 7:24 da matina e o trabalho de parto durou cerca de 1 hora, por trabalho de parto refiro-me a começar a fazer força para sair.

Entretanto já foi pesado mais duas vezes, a primeira pesou um pouco menos, mas a segunda já passou dos 3 kgs e já mede 50 cm.

O irmão está todo contente com o bebé, só quer pegar nele, temos de andar sempre de olho nele, mas não porque lhe queira mal, simplesmente porque com a idade que tem ainda não sabe medir a força que possa fazer ao tocar no bebé.

Resumindo estamos todos contentes com o nascimento, de perfeita saúde, já começámos a receber visitas de família e amigos, quem está mais longe já nos felicitou também o que nos deixa felizes por se terem lembrado de nos dar os parabéns.
Entretanto, ainda aguardamos algumas visitas já meio combinadas, mas que não entendo o porquê de ainda não nos terem visitado deixando-nos tristes e desiludidos.

Mas isso é ao menos, o que é bom saber é o Rodrigo estar bem.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Filmes que vejo #60 - #65

Outra dose:

Um bocadinho parvo, mas vê-se Seca! Engraçadito!
Fraco! Fraco ao Quadrado! Fraco ao Cubo!

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Filmes que vejo #54 - #59

E mais uma dose:

Epá, vê-se Porrada com muita lamechisse Mas porque é que existem destes filmes? Que porcaria!
Este é bom! Mais uma bosta! A última meia hora é muito boa!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Rodrigo almost Rises

Pois é,

este sábado aproveitamos a estadia do Guilherme na casa dos avós na santa terrinha para ir ao cinema. Para ser sincero estava com mais vontade para ir "prós copos", mas como a Raquel está no estado em que está, não dá para essas coisas, nem copos nem danças, só sopas e descanso.

Assim, lá fomos nós ao cinema ver o Dark Night Rises. Os únicos que para mim valeriam a pena ver no cinema seria esse e o TED. E em decisão mútua lá fomos ver o Batman. Conclusão, excelente! Muito bom som, personagens bem feitas, estória de nos fazer ficar agarrados ao banco.

Só que....tivemos um pequenino problema. O filme era de 2 horas e meia e SEM intervalo. Antes do filme, comprei uma cola de 1 litro (que quando me apercebi quanto paguei, ia caindo pró lado. 3.90 € por uma cola? Vão roubar nem sei pra onde), e então quando cheguei ao fim de hora e meia, comecei a suar comó caneco.

Para piorar a situação, ao olhar para o lado, a Raquel estava a ter mais contracções do que o normal, e o pior era que ao mesmo tempo das contracções o Rodrigo lembrava-se de dar cambalhotas na barriga, o que lhe provocava umas doresitas a mais. Estávamos a ver que ainda íamos parar à Maternidade, mas não. Ela quis aguentar e o que é certo é que ao fim de 15 a 20 minutos a coisa passou. PARA ELA, que eu continuava à rasquinha, lol, e assim fiquei até acabar o filme.

Mas pronto, estávamos a ver que era ali que o Rodrigo se lembrava de nascer. Em vez de ser o Dark Night Rises, seria o Rodrigo Rises.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

E já só faltam até 4 semanas...

menos 2 dias. Sim, a minha Maria fez 36 semanas de gravidez esta segunda feira, por isso estamos cada vez mais perto de ver o nosso Rodrigo cá fora.

Estou cada vez mais ansioso para o ver, de ter no meu colo o meu bebezinho. A Raquel também já anda mais que cansada, qualquer movimento que faça fica logo com dores, estamos mesmo quase quase.

Ela como já está de baixa, já anda toda entusiasmada a lavar as roupinhas do Guilherme quando era bebé, do carrinho, alcofa, etc. Isto porque aproveitámos tudo do irmão, não andámos a deitar fora ou a dar sem termos a certeza de que não queríamos mais nenhum filho, aliás, da minha parte, não ficaríamos por aqui, vamos lá ver da parte dela :)

Enfim, já está mesmo quase.

Financeiramente também vamos ficar mais descansados, estávamos com receio de que os dois tivessem de ficar em infantários privados, se isso acontecesse, iríamos andar com o cinto bem apertado ou então, o mais novo não poderia ir já para o berçário. Mas não, o Guilherme conseguiu entrar numa escola pública para a pré-primária com ATL e o Rodrigo vai para um infantário novo onde ficará até aos 3 anos, se gostarmos do serviço.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Filmes que vejo #48 - #53

Aí vai mais uma lista de filmes que vi entretanto:

Porreirito! Apesar da atriz, uma seca! Podia ser melhor, mas vê-se!
Mandrill (Sem imagem) Wyatt Earps Revenge (Sem imagem)
Nice! O 007 do Chile! Enfim, o Típico! Nunca tinha visto um Western de Série B!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Aperto, parte 2

Já posso dizer o porquê deste aperto. Neste momento, o meu coração ainda está mais apertado. Estão a ver como se enxuga uma peça de roupa a torcer? É assim que sinto o coração.

O meu Guilherme foi pela primeira vez............tive de parar para respirar, foi pela primeira vez de férias com os avós (os meus pais). Foram para a terra da minha mãe em Bordonhos.

É a primeira vez que vamos estar mais de 2 dias inteiros sem o ver, neste caso será no mínimo 1 semana. Depois logo vemos se fica outra ou não.

Ele é um menino que adora o avô, mas não dispensa o miminho da mãe e as tolices do pai. À noite então, tentamos algumas vezes deixa-lo na casa dos avós para se ir habituando, mas algumas vezes desata a chorar porque quer vir para casa.

E chega, não consigo escrever mais, já estou cheio de saudades dele, snif snif.

Aperto

Hoje estou com um aperto no coração que até doí. Cada vez que me lembro, quase que me vêm as lágrimas aos olhos.

Daqui a umas horas, actualizarei com o motivo.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Mais uma do Holmes Place

Bem, não é bem do Holmes Place (HP) nem do pessoal que lá trabalha, é mais das pessoas que frequentam, da mesma forma que o outro post que referi o HP, também era.

Eu tinha ideia de que só podia frequentar o HP quem tivesse uma vida financeira estável, felizmente é o meu caso, mas se eu pudesse escolhia outro ginásio porque este é realmente dispendioso.

Só me mantenho neste, porque por enquanto é o único que me permite frequentar os vários estabelecimentos HP espalhados pelo país (e mesmo pela península), e como o meu trabalho é realizado no cliente, posso ter de mudar de localização com alguma frequência. E como gosto de aproveitar a hora de almoço para ir ao ginásio, é ouro sobre azul.

Mas como estava a dizer, pensava que só frequentava o HP quem tivesse o mínimo de educação e disciplina, mas estou realmente enganado. Refiro-me aos homens, as mulheres não faço ideia, infelizmente não posso frequentar os balneários delas :)

Os homens, 9 em cada 10, quando vão ao WC para mudar a água às azeitonas ou mesmo arrear o calhau quando voltam não lavam as mãos. Sim, 9 em cada 10. Quem porcos men!

Um gajo mexe nas máquinas, nas torneiras, nos cacifos, etc, para não falar de cumprimentar pessoas fora do ginásio. Assim é que se transmitem doenças, será que não sabem disso? São mesmo uns porcalhões. Eu pensava que gajos com dinheiro não faziam disto, mas estou a ver que é tudo igual ou pior.

E tenho dito.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Filmes que vejo #43 - #47

Ora bem, segue então mais uma lista de filmes que vi entretanto. Deixo também o que achei do filme em poucas palavras:

Westbrick Murders (Sem imagem)
Lindo! Podia ser pior! Porra que mete nojo! Mas tá porreiro.
Neverland (Sem imagem)
Muito giro! Que nervos! Só me apetecia dar porrada no puto!

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Comprar ou Alugar casa, eis a questão

Calma,
não estou a pensar em mudar-me, mas considerei este tema deveras interessante, isto porque tenho lido nalguns blogues por causa da crise, opiniões do género "felizmente estou numa casa arrendada, por isso nem sequer tenho dívidas com créditos de habitação".

Felizmente? Mas estamos onde? Nos Estados Unidos? É que lá é que se conseguem casas alugadas com valores baixos. Lá e talvez noutros países da Europa, mas não em Portugal.

Mas pronto, cada um faz o que quiser à sua vida com o seu dinheiro, se preferem ficar numa casa alugada, que fiquem, mas vou deixar aqui a minha opinião sobre este tema (até porque o blog é meu :)  ).

Em Portugal, na maioria das vezes, o preço de aluguer de uma casa é muito parecido com o valor de uma prestação de crédito habitação. Talvez com muita sorte, consegue-se um valor 30% mais baixo que um crédito. Esse é um dos principais motivos pelo qual quase toda a gente prefere comprar casa. Porque sabe-se que ao fim de X anos, a casa é nossa, enquanto que a arrendada nunca será nossa.

Quem prefere ficar numa arrendada dirá, "ah e tal, e qual é o problema de nunca ser nossa?", "ah e tal, numa arrendada posso mudar-me com frequência, já numa comprada não".

Pois, numa comprada podemos continuar a mudar de casa sim, talvez com um pouco mais de dificuldade porque temos de conseguir vender a actual primeiro, mas acabamos por conseguir. Além de que o crédito continua a ser pago e a nossa dívida do crédito, em média continua a descer.

O problema de uma arrendada nunca ser nossa está cada vez mais perto de nós. Isto porquê? Dou-vos já um exemplo:

Na geração dos nossos pais, 99% das pessoas preferiram comprar casa com os créditos a 20 anos, e nesta altura já todos esses nossos pais têm a casa paga. Isso significa que o único encargo que têm com a casa será o IMI. Com a miséria de reforma que recebem, imaginem se ainda tivessem de pagar uma renda da casa...seria bonito seria.

Agora, e em relação a nós e à nossa geração, onde já dizem que para quem chegar à idade da reforma, o estado não vai conseguir pagar por não ter dinheiro, ou com sorte recebemos uma parte muito ínfima do que estaremos à espera agora, se lá chegarmos onde é que vamos buscar o dinheiro para viver?

Bom, quem comprou casa, nessa altura já não deve ter esse encargo (já os que alugaram, vão continuar com esse problema), mas e os outros bens necessários para a nossa existência? Comida, vestuário, etc. Vamos buscar onde? Às nossas poupanças? Por mais forretas que possamos vir a ser, duvído que consigamos poupar assim tanto.

Ah, espera, os nossos pais compraram casa, hummm então quando chegarmos à idade da reforma, para quem tiver ainda os pais eles podem vir viver connosco e nós vendemos essa casa e assim já conseguimos superar as nossas dificuldades. Já os pais que optaram por não comprar casa, os filhos (que somos nós) estão completamente lixados com F.

Este é o principal motivo pelo qual nos temos de guiar. É preferível comprar casa do que alugar. Além do valor ser muito idêntico, se lá chegarmos quando nos reformarmos, não teremos este encargo, e até que poderemos ter ainda casas dos pais ou avós que possamos vender para continuar a ter a vida que tínhamos antes de nos reformarmos.

Muitos portugueses estão a esquecer-se deste pormenor, se não fossem as heranças quando chegarmos à reforma, estaríamos com uma mão à frente e outra atrás. Queremos alterar isso aos nossos filhos/netos? Eu não, Eu quero manter a casa comprada para que se os meus filhotes chegarem à reforma e o governo disser "desculpem lá, mas não há guita para vos pagar a reforma", eles possam dizer "felizmente o meu pai comprou casa, posso vender e ir vivendo do valor ou dos juros desse valor".

Para quem prefere alugar, pense nisto.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Esta impressionou-me!

Todos os dias na estação de comboios de Alverca, passo por um senhor cego ou invisual (chamem-lhe o que quiserem) com um cão guia de raça Doberman. Tirando o facto da raça ter a fama de que ao fim de uns anos o cão dá-lhe uma coisa e vira-se contra o dono (eu acho que é só um mito, deve ter acontecido com algum cão específico e a notícia espalhou-se de tal forma que tornou-se geral para aquela raça), tirando esse facto, não vejo porque não possa ser um cão guia. Até aqui tudo bem.

Agora a cara e a atitude do dono, do senhor cego é que sempre me deixou a pensar, isto porque além de ter uma cara de muito poucos amigos (as aparências iludem e muito, mas neste caso eu não estava enganado), sempre cara de mau, ralha muito com o bixo com aquela cara de mau. Eu às vezes até tenho pena do bixo, mas pronto, o que me veio dar vontade de escrever este post foi o que aconteceu hoje.

Normalmente o homem sai da estação de comboio para ir apanhar um autocarro. Estava ele ao telemóvel na paragem com o cão, quando um jovem que estava ao lado mete-se com o cão com um simples "olá bichano!".

Eu sei que não nos devemos meter com os cães guia porque eles podem perder a concentração do que estão a fazer e descontrolar a rotina do dono blablabla, e embora me pareça difícil o jovem não saber isso, até percebo que ele procedeu mal, e o que o dono podia ter dito era: "Olhe, peço desculpa mas não pode meter-se com o cão porque isto assim assim assado e cozido......" o qual o rapaz respondia "mas eu não toquei, só lhe falei" e então o cego responderia novamente "sim, eu sei, mas qualquer distracção ao animal influencia no seu sentido e por isso apenas, agradeço que não o repita por favor."

Acho que assim ninguém ouvia nem eu estava aqui a comentar isto. Então, na realidade o que aconteceu foi quando o jovem disse "olá bichano!" o cego disse, disse não, gritou a ralhar "NÃO SE META COM O CÃO TÁ A OUVIR?" o qual o jovem respondeu "mas eu não toquei, só lhe falei", e novamente o cego "NEM FALAR NEM TOCAR NEM OLHAR PARA ELE, NEM NADA NÃO SE META COM O CÃO". O jovem ainda disse a seguir "mas" onde foi interrompido logo a seguir com "NEM MAS, NEM MEIO MAS, NÃO SE META E MAIS NADA!"

Com esta conversa concluí tudo o que tinha pensado do homem nestes dias e cheguei à conclusão de que tinha razão.

Só me veio à cabeça duas frases muito curtas:

Um chapadão!
"Um murro na cabeça!" - frase retirada da mente do Fernandinho na Escola Secundária Infante D. Pedro.

Filmes que vejo #37 - #42

Bom já não vinha aqui há algum tempo indicar os filmes que tenho visto (sim, porque não tenho parado de os ver, simplesmente durante o dia tenho tido tanto trabalho que não tenho tido tempo para vir aqui comentá-los), e hoje vou deixar aqui todos os que vi (e acho que vou começar a fazer assim) até agora. Seguem então:


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Nova medida do Governo, mais 5%

Ora, o governo veio agora com uma medida nova, basicamente "é criada uma dedução em sede de IRS, correspondente a 5% do IVA suportado por qualquer membro do agregado familiar, incluída em facturas que titulam prestações de serviços dos setores de manutenção e reparação de veículos, alojamento, restauração, cabeleireiros e similares" e receberemos no máximo 250 € por família.

Parece pouco, mas é melhor que nada, senão vejamos com um exemplo muito básico:

Um casal de classe média/alta se trabalharem os dois é típico (cada vez menos devido à crise, mas ainda assim) almoçar fora durante os dias úteis da semana, gastando assim, em média 7 € por almoço por pessoa.


Ora, 22 dias vezes 11 meses são 242 dias
A 7 € por dia vezes 242 dias são 1694 €

Metemos-lhe agora os dias extravagantes (aqueles em que se gasta um pouco mais nas refeições porque é um jantar especial ou estão de férias) mais 30 dias com férias e alguns dias de fim de semana a 10 €/dia são 300 €

Assim, soma-se dando 1994, vá 2000€ por pessoa.
Um casal sem filhos, seria 4000 €.

Esse casal com 2 carros faz uma revisão por ano, a 1000 € de média por carro (com pneus, avarias e mais coisas inesperadas que acontecem todos os anos), são mais 2000 €

Já vamos em 6000 € que se gastam sempre sem nunca ser retornado nada.

Quanto a cabeleireiros a mulher tem sempre mais tendência em gastar dinheiro, mas não faço ideia quanto possa gastar, mas vou por valores baixos, e assim em média 20 € por mês com manicures e pedicures e sei lá o quê mais. Faz 240 €
O homem já gastará menos talvez de 3 em 3 meses gaste 10 €, serão 40 €, ou seja mais 280 € vá 300

Nas chamadas férias do verão (ou as férias grandes do ano), o hotel ficaria por 500 € o casal.

Isto foi o que me veio à cabeça assim de repente, dá um total anual de 6800 €. Se for um casal com dois filhos podemos adicionar mais 1/3 do valor ou seja, fica 9000 €. É certo que não são os 26000 mas é dinheiro que um casal de classe média/alta gasta sempre sempre todos os anos sem qualquer retorno. E continuo a pensar que é um valor baixo, deve-me estar a escapar muita coisa.

Assim, para o ano, em vez de receber zero euros disto, passaria a receber....ora fazendo as contas é cerca de 90 €. Parece pouco, mas continuo a dizer que é melhor que nada. Dá por exemplo para encher um depósito de um carro, ou dois jantares grandes para um casal ou uma prenda para os filhos, sei lá, muita coisa.

Penso que aqui o mais chato é ter de guardar essas faturas todas. Há uns anos quando ouvi falar do Simplex, pensava que vinha facilitar esta parte, por exemplo, todos os estabelecimentos teriam um aparelho que lesse o nosso cartão de cidadão cada vez que efectuássemos compras e ficasse registado de imediato nas finanças todas as nossas compras nesses estabelecimentos, seria uma transação direta ou caso a ligação do estabelecimento com as finanças tivesse em baixo, seria sincronizado no final do dia, ou no final da semana ou qualquer coisa assim, E assim, não teríamos de fazer o típico IRS em Abril, porque já estaria tudo registado. Mas pronto, isso sou eu como consultor informático que penso logo no aproveitamento da tecnologia dos dias de hoje.

Agora só falta (e espero que venha) abranger também as compras de hipermercado, que são o nosso maior consumo.

Que venha ele.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Filmes que vejo #36


Eheheheh este é engraçado. Não para a cómica mas para o estilo do gajo. O filme No Habra Paz Para Los Malvados



Um ganda cowboy em Espanha. Basta olhar para a carinha do tipo aqui na foto. Muita marado mesmo. Vejam, lol

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Filmes que vejo #35


Porreiro pá, porreiro o Don't Be Afraid of the Dark



Leva algum suspense, algum terror, só acho que morre a pessoa errada, mas enfim.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Coitadinho do meu menino

Ontem, estava eu na brincadeira com o meu Guilherme, aos saltos com ele a brincar ao Sonic e aos monstros, quando ele salta para cima das minhas pernas estando eu sentado e dá-me um pequeno toque num dedo maior do pé.

Ora, isto não seria nada, mas acontece que eu tinha há 2 dias cortado as unhas dos pés, e por acaso nesse dedo, cortei demais ao ponto de estar completamente rente e com risco de encravar a unha quando começar a crescer. Então, ele, ao dar-lhe o tal toque, doeu-me à brava, ao ponto de eu ainda dar um pequeno grito para mim próprio. E, ao queixar-me, fui ver o meu pé, e nisto o Guilherme também começou a ver e o dedo começou a deitar sangue, pronto tinha feito um corte.

O meu Guilherme ao ver aquilo começa a pedir desculpa (o que é normal, sempre que dizemos que nos aleijou ele pede logo desculpa), mas começou a chorar desalmadamente porque viu que aleijou a sério (com sangue). Eu ao vê-lo assim, fiquei comovido e disse-lhe que "não fazia mal, o pai é que cortou mal as unhas, não chores filho", e ele continuava a chorar e a pedir desculpa.

Lá fui eu lavar o pé, e ele entretanto acalmou, mas coitadinho deu-me pena, estava mesmo arrependido, apesar de não ter culpa de nada.

Filmes que vejo #34


Muito muito bom, o filme The Grey.



Cativa imenso, ficamos agarrados ao filme a sério, apesar de o final não ser dos meus favoritos, penso que não se deixa ficar mal.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Filmes que vejo #33


Este deve ser considerado um filme de série B, mas eu acho que o considero como série Z. Kingdom of Gladiators



Não presta para absolutamente nada. Blhac mesmo! Uma grandessísima bosta.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

O meu bebezinho

Ontem fomos fazer a ecografia das 32 semanas do nosso Rodrigo e tivemos uma surpresa menos agradável, mas que já mais ou menos esperávamos ouvir.

Ele está bom de saúde, tem o oxigénio necessário, mexe-se muito que é sempre bom sinal, tem o líquido amniótico normal, mas....está mais pequeno do que deveria estar neste momento.

Está com 1.5 Kg com percentil 25.

Resultado, a mamã fica de baixa a partir de hoje para ver se engorda. Agora é só comer e dormir e não ter preocupações.

O que é que poderá ter sido? Isso sei eu bem e ela também. Essencialmente stress. A nível profissional e pessoal.

A nível profissional porque há coisa de 2 meses mudaram de gerência e essa mudança não foi pacífica para o lado dela e das colegas, tiveram complicações.

A nível pessoal, não teve nada a ver comigo, mas também não posso adiantar mais do que isso por aqui.

Além disso, também teve doente com gripe durante alguns meses o que pode ter afectado na engorda.

Mas o que é certo é que foi desses dois pontos de certeza.


Agora, resta ela comer mais e melhor e andar mais descansada e principalmente que a deixem andar descansada. Vamos lá ver como corre.

Assim, o meu Guilherme era e ao fim ao cabo ainda é o meu bebezão. O Rodrigo é e vai ser o meu bebezinho.

Filmes que vejo #32


É muito importante ver este tipo de filmes, para sabermos o que se passa lá fora. Chama-se No tengas miedo.



É um filme espanhol com uma estória incomodativa, mas que faz todo o sentido ver. Recomendo vivamente.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Filmes que vejo #31


Bom, este filme......como é que eu hei de dizer.....para já digo o nome: This Must Be the Place



É mole, mas pela personagem principal é curioso de ver.....Epá, vejam. Há partes para dormir sim, mas mais à frente começa a ser mais curioso. Igor, tu de certeza que irás gostar de ver.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Filmes que vejo #30


Este filme não se devia chamar de Sleeping Beauty , mas sim de Sleeping Movie.



Não, não tem nada a ver com a estória da Bela Adormecida da Disney, simplesmente deram-lhe esse nome, mas mais valia nem terem inventado tal coisa. No comboio até tinha medo de adormecer e passar da estão de destino. Um filme à Manoel de Oliveira