segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Rodrigo almost Rises

Pois é,

este sábado aproveitamos a estadia do Guilherme na casa dos avós na santa terrinha para ir ao cinema. Para ser sincero estava com mais vontade para ir "prós copos", mas como a Raquel está no estado em que está, não dá para essas coisas, nem copos nem danças, só sopas e descanso.

Assim, lá fomos nós ao cinema ver o Dark Night Rises. Os únicos que para mim valeriam a pena ver no cinema seria esse e o TED. E em decisão mútua lá fomos ver o Batman. Conclusão, excelente! Muito bom som, personagens bem feitas, estória de nos fazer ficar agarrados ao banco.

Só que....tivemos um pequenino problema. O filme era de 2 horas e meia e SEM intervalo. Antes do filme, comprei uma cola de 1 litro (que quando me apercebi quanto paguei, ia caindo pró lado. 3.90 € por uma cola? Vão roubar nem sei pra onde), e então quando cheguei ao fim de hora e meia, comecei a suar comó caneco.

Para piorar a situação, ao olhar para o lado, a Raquel estava a ter mais contracções do que o normal, e o pior era que ao mesmo tempo das contracções o Rodrigo lembrava-se de dar cambalhotas na barriga, o que lhe provocava umas doresitas a mais. Estávamos a ver que ainda íamos parar à Maternidade, mas não. Ela quis aguentar e o que é certo é que ao fim de 15 a 20 minutos a coisa passou. PARA ELA, que eu continuava à rasquinha, lol, e assim fiquei até acabar o filme.

Mas pronto, estávamos a ver que era ali que o Rodrigo se lembrava de nascer. Em vez de ser o Dark Night Rises, seria o Rodrigo Rises.
Enviar um comentário