segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Vindima

Este fim de semana, mais precisamente Sábado, fui fazer uma vindima. Já é costume ir todos os anos, o meu avô tem lá um cantinho para o seu vinho, e então todos os anos os filhos (nem todos), netos (nem todos) e vizinhos costumam ir lá dar uma ajuda para despachar a coisa mais depressa.

Este ano teve a duração de 3 horas. Éramos 15 pessoas, foi num instante.

Aquilo não custa assim muito, principalmente porque é pouco tempo com as costa dobradas. Obviamente se eu passasse o dia todo agachado já não dizia a mesma coisa. Quanto aos cestos, como costumam ser duas pessoas a pegar num cesto já não custa tanto, mas antigamente cada um levava um, e aí é que era a doer.

É uma experiência engraçada, recomendo a experimentarem, claro que por pouco tempo porque se não, nunca mais quereriam voltar a fazê-lo.

Mas o mais engraçado é assistir às conversas na hora de almoço, ah pois claro, ainda não disse onde isto se passa. A terra do meu avô fica na zona de Alvaiázere (um pouco acima de Tomar), logo é uma zona cujas pessoas que tenham idades superior a 40 anos, têm aquela cultura antiga e antiquada. É só machistas, as mulheres trabalham, os homens falam, bebem, falam e bebem. É tudo grandes Machos e coisas "à homem".

O almoço parece que estamos a comer numa tasca: pão, enchidos, galinha cozida e bacalhau grelhado. Tudo partilhado entre todos. Bebe-se o vinho da vindima do ano anterior, vinho esse que parece do carrascão, forte como tudo, que se o seu objectivo fosse para venda não passava na "inspecção".

Não estou a criticar, apenas a comentar um dos vários tipos de cultura que existem neste país. Neste caso, só me dava era vontade de rir porque ali, aquilo que nós achamos que já acabou há muitos anos, é tudo normal, é o dia-a-dia.

Resumindo, dizem-se católicos, mas põem chifres (apenas os homens têm direito), contam às mulheres e têm orgulho disso. As mulheres aceitam (algumas talvez engulam em seco). Não têm pena dos animais, seja quais forem, por exemplo os cães servem para estar presos, comer os restos de refeições dos humanos, os banhos deles acontecem no inverno quando chove.

Enfim, verdadeiramente machistas, antiquados e sem cultura (pelo menos da nossa). Como nós não podemos fazer nada para evitar isso, mais vale rir-me daquilo que vão dizendo, excepto da parte dos animais, pois esses não têm como se defender.

E foi este o meu Sábado (de manhã), o resto do fim de semana foi um descanso.

Brevemente darei mais notícias.
Enviar um comentário