segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Que fim de semana!

Este foi um fim de semana complicado. Não consegui fazer nada do que queria. Sábado queria ir à Decathlon comprar umas prenditas que me tinha lembrado, e o que aconteceu foi acordar a meio da manhã e quando já estava despachado das tarefas matinais (minhas, esposa e pequeno) já era quase hora de almoço.
Assim, fomos dar só um salto a Alverca apanhar um pouco de ar, beber um cafésito e pronto, são horas de almoço.
Depois de almoço, aproveitamos a sesta do Guilherme para ir ao Aki ver de lâmpadas de Natal e de alcatifas. Fomos a casa, e ao fim de pouco tempo, fomos buscar o pequeno para irmos jantar à Baixa da Banheira. Fomos ficando, ficando e pronto, Decathlon foi-se.

Domingo, uma vez que estava um belo dia, quis ir fazer uma caminhada com o pequeno e Maria a Alhandra. Ele que gosta tanto de rua, ontem não queria nem ir ao chão, nem estar ao meu colo. Só queria o colo da mãe. A mãe anda cansada, e já não pode com ele. Ao mesmo tempo, dizia-me que o pequeno devia vestir um blusão, quando eu sabia que ele iria suar porque estava sol quente. Depois também dizia que ele devia por um gorro na cabeça, onde de facto o que lhe estava a faltar era um boné porque estava muito sol. E depois de muito ouvir dos dois, acabei por perder a paciência e fomos para casa. Só saímos no final do dia para fazer umas compras de urgência (coisas que faltavam para jantar), e andei irritado o dia todo.

Para terminar em beleza e, para dizer a verdade, até foi bem feito para mim, o Guilherme acordou N vezes durante a noite a chorar desalmadamente. Fiquei a pensar se a culpa não teria sido minha. Será que ele sentiu o meu mau humor e ficou também stressado? Tenho de ter mais cuidado com estas coisas.

Enfim, foi um fim de semana daqueles. Espero que o feriado que se aproxima seja melhor, e que eu esteja mais calmito. Ando com um estado de ansiedade, parece que me falta alguma coisa, não sei bem o quê.
Financeiramente andamos um pouco apertados, e ainda não vi sinais do subsídio de Natal. Será por isso? Bom, independentemente do que seja, tenho de ter mais calma.

E pronto, já desabafei.
Enviar um comentário