quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Se a palavra desenrasque não existe em inglês, por algum motivo é.


Se há coisa que os portugueses estão habituados, é a desenrascar alguma coisa. Mas afinal, o que é desenrascar? Supostamente, será temporariamente esconder o problema com uma solução não ideal. Só que o temporariamente no início acaba por ser o definitivamente no fim. E porque não se aplicou logo a solução ideal? Porque dá mais trabalho, custa mais dinheiro, sei lá. Motivos que não devíamos olhar para eles. Simplesmente devíamos aplicar a solução ideal e pronto, fazer um esforço, enfim. No final compensa, podem ter a certeza.

Aliás, muitas vezes acabamos por ter de resolver o problema com a solução ideal porque a temporária começa a "descolar" da parede até cair e fica novamente o problema à vista.

Eu, quer profissionalmente, quer pessoalmente tento ir sempre pela solução ideal porque sei que no futuro me vai compensar.

Alguns exemplos que as pessoas tentam ir pelo desenrasque e não pela solução ideal:

- Se as tuas calças actuais estão a começar a apertar, vais logo comprar outras com número maior, e assim não pensas no verdadeiro problema (estás a engordar). O ideal seria manter as calças actuais, e no dia-a-dia em vez de subires no elevador ou escadas rolantes, vais pelas escadas. Se tens uma moinha no estômago, não te atires ao snak de chocolate mas sim come uma peça de fruta. Anda mais a pé e de bicicleta e deixa o carro em casa. Entre outras coisas assim...

- Se sentes que estás a dormir cada vez menos, e que durante o dia sentes-te como um zombie e por isso tomas cafés a dar com um pau, experimenta em reduzir nos cafés mesmo que nesse dia te sintas o tal zombie, e se for preciso à noite bebe um ou dois copos de vinho tinto ao jantar, ou se não bebes alcóol, toma um comprimido para relaxar, mas só nos primeiros dias. Aproveita para pensar no que é que te pode por nervoso ao ponto de não conseguires dormir durante a noite.

- Se estás constantemente a ficar sem dinheiro, não é a pedir emprestado que solucionas o problema. Tens de analisar todos os teus gastos, mesmo os mais pequenos (quanto dinheiro gastas em café por dia, por exemplo...) e de certeza que vais encontrar o problema.

Numa área completamente diferente e em forma de comparação, dá um programa da SIC Mulher com o nome "Querido mudei a casa" (programa português) onde não há um episódio que não mostre o desenrasque português descarado, e podemos comparar com outro programa que por acaso também dá no mesmo canal com o nome "Extreme Makeover: Home Edition" (USA), onde nunca se vê o desenrasque. Sei que não se pode comparar por completo, um faz casas inteiras e o outro faz remodelações a uma ou duas assoalhadas de uma casa. No entanto, quando os americanos encontram um problema, não o tapam com pladur. Já o português....quantas vezes não vemos no programa casas cheias de humidade, as paredes pretas e o que é que eles fazem? Limpam a parede e tapam-na com pladur ou azulejo, ou seja, escondem o problema, com a justificação de que não há tempo/dinheiro. Qual seria a solução? Derrubar essas paredes, fazer novas e isola-las como devia ter sido feito de início.

É só um desabafo, não desenrasquem, solucionem a sério!

O que têm a dizer sobre isto?
Enviar um comentário