terça-feira, 17 de abril de 2012

Já chegou à fase de...


irritação. O meu pequeno Guilherme neste momento está na fase que enerva toda a gente, contra tudo e todos, faz birra por tudo e principalmente por nada.
Começou esta sexta-feira passada logo pela manhã, e desde então não que não pára. Já me disseram que é uma fase entre os 3 e os 4 anos (ano e meio a dois anos disto???? vou chorar.....) e que a única coisa que os pais devem fazer é imporem-se ao máximo porque é nesta fase que as crianças puxam a corda.
Andei o fim de semana com uma camada de nervos que nem via nem ouvia nada, e cheguei ao final de Domingo exausto, ou seja, vim trabalhar mais cansado hoje do que quando saí na semana passada.
Teve castigos, levou palmadas no rabo, cheguei a perder a cabeça e ainda lhe dei dois estalos na cara (felizmente soube medir a força e só lhe dei com os dedos, nem sequer ficaram marcados os dedos, foi só o suficiente para abanar-lhe as bochechas), mas nem assim.

Ele está impossível, espero que esta "crise" (agora utiliza-se a palavra crise para tudo) passe num instante.

Hoje vou para casa com vontade de me deitar e só acordar em 2015 com tanto cansaço que tenho, coisa que não vai acontecer, mas já agradecia que o meu diabrete tivesse bem disposto.

Fica aqui registado que neste fim de semana o Guilherme fez as maiores birras de sempre desde que nasceu. Bateu records em tudo, inclusive na paciência dos pais.

Guilherme, quando fores maiorzinho e se algum dia leres este post (nem que seja num livro que editarei um dia), vais ter de nos compensar e bem com muitos mimos.

E os vossos filhos? Também são assim? Opiniões precisam-se.
Enviar um comentário